descarte

Estação Tucuruvi do Metrô terá coleta de lixo eletrônico

 A estação Tucuruvi do Metrô, na zona norte de São Paulo, contará, a partir desta quarta-feira (12), com um posto de recolhimento de lixo eletrônico. link

As pessoas poderão entregar televisores, monitores, computadores, notebooks, videocassetes, aparelhos de som, câmeras fotográficas, filmadoras, telefones celulares, eletrodomésticos de pequeno porte, fitas, CDs e DVDs.

  | mais >

Infográfico mostra a crescente produção de lixo eletrônico - e suas rotas ilegais no mundo

 

Dica de Ângela Tijiwa, Confira o infográfico no orginal, clicando na figura.

O que fazer com seu lixo eletrônico? via @olhar digital

Reflexão: Avalanche de descarte será maior que a produção

Quando se diz que o descarte de determinado produto aumentou logo se atrela a um crescimento proporcional da produção. Entretanto, a relação entre produção e descarte de eletrônicos é mais complexa que a proporcionalidade direta.

Explico: Os eletrônicos são raramente descartados quando quebram ou são substituídos por outro mais novo. De uma maneira geral, são estocados ou reutilizados das mais diversas formas.
| mais >

Exportação de lixo eletrônico: os dois lados da moeda

Interessante colocar essas duas iniciativas em perspectiva: o vídeo que posto logo abaixo foi feito pela World Reuse, Repair and Recycling Association, dos Estados Unidos.

| mais >

Devolução de pilhas e baterias usadas

Novidades do Ministério do Meio Ambiente: o Conama (Conselho Nacional do Meio Ambiente) aprovou uma resolução que determina o recebimento de pilhas e baterias usadas por parte dos estabelecimentos comerciais. Estes terão até 2 anos para disponibilizarem pontos de recolhimento. Além disso, os resíduos recebidos terão que ser destinados de maneira ambientalmente correta para os fabricantes e importadores.
Conteúdo sindicalizado