meio ambiente

SIREE 2011 - O lixoeletronico.org estará lá. Acompanhe aqui no blog.

De 22 à 24 de fevereiro de 2011, a cidade de Recife, PE, irá sediar o SIREE 2011, Seminário Internacional sobre Resíduos de Equipamentos Eletroeletrônicos.
Realizado pelo Porto Digital e a IT Green, com patrocínio do Governo Estadual de Pernambuco e do Ministério da Ciência e Tecnologia. O objetivo do evento é promover o debate sobre práticas sustentáveis na gestão de resíduos tecnológicos. Um evento importante e que acontece em boa hora. Teremos a oportunidade de discutir o decreto 7404-2010 que regulamenta a Lei nº 12.305, de 2010 (PNRS) e entender melhor como funcionará o Comitê Interministerial da Política de Resíduos Sólidos, peça chave para a implantação da PNRS.
| mais >

Roadmap 2050, Europa :: Novo mapa da Europa a partir das fronteiras energéticas e não mais limites geopolíticos

Projeto interessantíssimo. Transforma a Europa num continente inteiramente verde e interligado por energia limpa, respeitando a identidade e o potencial energético de cada país. Mais informações aqui.

See video

Lixo eletrônico em tira

O jornalista Felipe Rodrigues, leitor do nosso blog, fez a tirinha abaixo para ilustrar alguns dos problemas envolvidos no ciclo de produção dos eletro-eletrônicos (obsolescência, descarte, contaminação ambiental...):

Tirinha sobre Lixo Eletrônico

Lei do lixo tecnológico é aprovada pelo governador de São Paulo

Lei do lixo tecnológico é sancionada pelo governador de São Paulo José Serra com vetos parciais. A Lei 13.576/09, de autoria do deputado estadual Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), institui que as fabricantes de eletrônicos são responsáveis pela reciclagem, gerenciamento e destinação final do lixo tecnológico.

Questões como o valor da multa ainda serão avaliadas pelos deputados estaduais no início do segundo semestre, mas o parlamentar tucano deve apresentar mais informações para manter o texto original.

Uma das exigências estabelecidas no projeto é de que o consumidor tenha informações sobre os riscos do produto que está sendo comercializado, com o detalhamento da presença de metais pesados ou substâncias tóxicas na composição do material fabricado. Na embalagem ou rótulo devem constar o endereço e o telefone dos postos de entrega do lixo tecnológico.
| mais >

Composição do lixo eletro-eletrônico

O gráfico abaixo, desenvolvido pelo GRID (Global Resource Information Database -  Banco de dados de informações sobre recursos), um centro do UNEP (United Nations Environment Programme - Programa para o meio-ambiente das Nações Unidas), mostra a distribuição da porcentagem representada por cada tipo de resíduo dentro da composição do lixo eletro-eletrônico (dados de 2006):

Importação de máquinas usadas

Vejo no editorial do Estadão que o Ministro do Desenvolvimento, Miguel Jorge,assinou uma portaria no dia 19 deste mês que  simplificou a importação de máquinas usadas. Teoricamente isso deve ajudar o setor produtivo, barateando e agilizando a aquisição de máquinas "obsoletas". Ainda não analisei se abre espaço para a importação de sucata tecnológica, mas vou pesquisar. Se alguém tiver informações, comente aqui,

Mercado de carbomo

 Dias 30 e 31 de março, no Teatro TUCA em São Paulo, vai rolar o Seminário Internacional Carbon Finance Workshop, organizado pela PUC-SP, Universidade de Toronto e PWC - PriceWaterhouseCoopers.

Olhando a programação dá pra ver que o foco é discutir o mercado de carbono na prática, "estrutura do mercado de carbono, tributação versus comercialização, mercado voluntário, redução de emissões, project finance, política climática, gerenciamento de riscos, princípios contábeis, mensuração, divulgação e verificação do carbono." Ou seja, o velho tudo o que você sempre quis saber sobre o mercado de carbono e não tinha pra quem perguntar...

O evento é caro e as inscrições já estão fechadas, mas prometo twitar o evento em @rkobashi (http://twitter.com/rkobashi) e escrever uma série de posts com o que eu ouvir por lá, aqui.

O ciclo do Lixo Eletrônico - 3. Reciclagem

imagem de southern pixel encontrada no flickr - http://flickr.com/photos/southernpixel/255301515/Esse texto demorou pra sair, exatamente porque a etapa final do ciclo do lixo eletrônico parece ser a mais difícil de se lidar. Nos textos anteriores eu falei sobre as possibilidades de consumo consciente e reaproveitamento que, de uma forma ou de outra, demandam pouco mais do que informação e vontade de fazer. Quando a conversa chega à etapa da destinação final ou da reciclagem efetiva do descarte eletroeletrônico, existem entraves que parecem necessitar de uma força maior: mudar a legislação, lidar com grandes forças econômicas e tratar resíduos químicos tóxicos. | mais >

A sustentabilidade do lixo eletrônico é possível? Ou somente urgente e necessária?

Que o lixo eletrônico é e será uma das questões sócio-ambientais mais urgentes do novo século já sabemos. Será? Quem sabe de fato? A mídia em geral que vem tratando o tema com grande interesse ultimamente? o Greenpeace com seu guia de eletrônicos verdes? o governo? a universidade? o setor privado? o terceiro setor? Quem é que realmente sabe dessa realidade, caro leitor?
| mais >

Conteúdo sindicalizado